Um,‌ ‌dois‌ ‌ou‌ ‌três‌ ‌quartos?‌ ‌Entenda‌ ‌o‌ ‌que‌ ‌levar‌ ‌em‌ ‌conta‌ ‌antes‌ ‌de‌ ‌escolher

Está pensando em comprar um imóvel mas ainda não se decidiu sobre a quantidade de quartos que ele deverá ter? Se esse é o seu caso, você veio ao lugar certo! Sabemos que a decisão por um imóvel não costuma ser fácil. Afinal, trata-se de um grande investimento financeiro. Portanto, é preciso pensar nessa escolha

Para te ajudar a tomar a decisão mais acertada, vamos te dar algumas dicas do que analisar antes de decidir entre um, dois ou três quartos. Quer saber mais sobre o assunto? Então não perca tempo e confira logo abaixo!

quarto decorado

Foto por Envato

Um, dois ou três quartos: como se decidir?  

  • Considere o momento atual

A primeira pergunta (e também a mais óbvia) que deve ser feita antes de tomar uma decisão sobre a quantidade de cômodos é: quantas pessoas vão morar no imóvel? Afinal, quanto maior a quantidade pessoas no imóvel em questão, maior o número de quartos necessários. 

No entanto, sabemos que nem sempre a proporção é de um para um. Ou seja, casais dividem quartos, irmãos também podem dividir quartos. Por isso, não só é importante olhar para a quantidade de pessoas, mas também pensar nessa configuração. Cada família é uma. Logo, ponderar sobre as necessidades da sua é a melhor coisa a fazer antes de se decidir. 

Outro ponto que talvez seja interessante observar é com que frequência você deverá receber visitas para dormir na sua casa. Isso porque se a frequência for grande, talvez você precise de um quarto para acomodar suas visitas. Então, pense também sobre isso.

  • Considere os planos futuros

Analisar as necessidades atuais da sua família é essencial para fazer uma boa escolha de imóvel. Porém, não é apenas isso que você precisa fazer. Pelo fato de um imóvel se tratar de um bem durável, e supondo que você não realizará a compra para vendê-lo em pouco tempo, é fundamental pensar sobre o futuro. 

Por exemplo, imagine um casal que pretende ter filhos. Se esse casal considerar apenas o momento atual e investir em um imóvel com apenas um quarto, quando os filhos chegarem, eles precisarão trocar de propriedade. Por isso a importância de considerar os planos futuros antes de escolher uma moradia. 

Sendo assim, pondere sobre seus projetos, em quanto tempo você pretende que eles se realizem e tome suas decisões pensando também sobre eles. 

  • Reflita sobre a sua rotina

Além de pensar na configuração familiar, outro ponto que deve ser considerado para decidir entre um, dois ou três quartos é como é a sua rotina. Se, por exemplo, você trabalha em casa, talvez você precise de um quarto só para as suas atividades de trabalho.

Um escritório, um ateliê, um quarto de estudos… sua rotina também dita as suas necessidades. Logo, é importante considerá-la antes de fazer esse tipo de escolha. 

Então, gostou das nossas dicas? Um, dois ou três quartos: já sabe o que você vai escolher? Caso este texto tenha te ajudado e você queira ler outros textos nossos, é só clicar aqui! Além disso, você pode conhecer nossos empreendimentos, ou preencher o formulário abaixo para receber nossas novidades em primeira mão. Aproveite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *